quinta-feira, 28 de abril de 2011

Uso da viatura Captiva pelo Comandante Geral da PM

Em razão de abordagens feitas pela imprensa ao Cel Alvaro Camilo, Comandante Geral, durante reunião do Conselho Nacional dos Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares, na Expo Center Norte, por usar uma viatura GM/Captiva, e para não pairar dúvidas é importante esclarecer que:

A viatura foi adquirida por licitação, dentro dos modelos permitidos para utilização no serviço público. A Captiva foi escolhida por se tratar de um veículo ágil, robusto e confortável para grandes deslocamentos, atendendo as necessidades do Comando Geral, vez que se desloca pelo Estado com frequência.

Outro ponto de indagação foi a cor de fábrica das viaturas dos demais coronéis, medida estrategicamente definida pela Instituição para que o Comandante de Polícia, responsável por cerca de 3 mil homens em média, não se empenhasse em ocorrências corriqueiras nos seus deslocamentos, deixando essa intervenção para os programas de policiamento, sendo certo que em situações de gravidade ele sempre interfere.

Comunicação Social

Concurso para Soldado da Polícia Militar de São Paulo



Polícia Militar aplica teste de aptidão física a candidatos do concurso para Soldado.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Comandante Geral é reeleito Presidente do Conselho Nacional de Comandantes Gerais





No dia 26 de abril de 2011, no Centro de Exposições – Expo Center Norte, no pavilhão verde, na zona Norte da Cidade de São Paulo, o Coronel PM Alvaro Batista Camilo abriu solenemente, com desenlace da fita inaugural, a Feira Internacional de Segurança Urbana – Intersecurity – 2011.
Estiveram presentes na solenidade de inauguração entre outras autoridades militares e civis de todos os Estados brasileiros os senhores Juan Pablo Vera, presidente da Reed Exhibitions Alcântara Machado, Marcos Perieira Menezes, Diretor da Associação Brasileira da Indústria elétrica e eletrônica, o Senhor Eduardo Vargas, Presidente da Associacion Latinoamericana de Seguridad e o Senhor José Danghesi, Gerente da feira.
A participação dos Coroneis Comandantes Gerais das Polícias Militares e dos Corpos de Bombeiros Militares dos Estados brasileiros reveste-se de ímpar significado, uma vez que é uma oportunidade para que todos se reúnam, na reunião ordinária do Conselho Nacional de Comandates Gerais das Polícias e dos Bombeiros Militares do País.
Logo após a solenidade de inauguração, as Autoridades visitaram os expositores para acompanharem as novidades tecnológicas do mercado e após o almoço deu-se início aos trabalhos da reunião ordinária com todos os Comandantes.
Uma das principais finalidades do CNCG – Conselho Nacional de Comandantes Gerais é participar, acompanhar e avaliar as políticas e diretrizes nacionais relacionadas à segurança pública com propostas de colaborações para a implementação de novos projetos e propostas. Promover o intercâmbio de organizações nacionais e internacionais objetivando o aprimoramento técnico-científico dos policiais militares do País entre outras iniciativas.
Na parte da tarde, o Conselho contou com palavras da Secretária Nacional de Segurança Pública, Dra Regina Miki, que elogiou a política de segurança e redução de criminalidade no Estado de São Paulo, e do Secretário Estadual de Segurança Pública que parabenizou a PM paulista e destacou a importância do intercâmbio de ideias por meio do Conselho de Comandantes.

Por fim o Coronel PM Alvaro Batista Camilo deu um panorama histórico das reuniões do Conselho ao longo da história e da segurança pública do Brasil e foi reeleito, por unanimidade, para mais um ano de gestão a frente do CNCG.



quarta-feira, 20 de abril de 2011

Campanha "Abordagem Legal", parceria entre a "Polícia Militar e o Instituto Sou da Paz"

A Polícia Militar em parceria com o Instituto Sou da Paz, realiza a campanha “Abordagem Legal” que primeiramente visa a mudança interna de atitude no atendimento de ocorrências e na verificação de pessoas e veículos abordados.
Mas também háa necessidade de explicar à população dagrande importância dessa ferramenta policial, que retira armas das ruas, apreende drogas e recaptura condenados pela justiça.
Não existe pessoa suspeita, mas a abordagem policial, pautada na legalidade, ocorre quando a atitude suspeita se evidencia. E,desta forma, até pessoas sequestradas em seus veículos, conduzidos por infratores, são salvas pela abordagem da Polícia Militar.
Estreitar o contato com o amigo policial é saber que a abordagem não é a identificação antecipada de que o cidadão seja um suspeito ou confundido com infrator, mas é um momento em que se realiza segurança para todos.