terça-feira, 28 de julho de 2015

RESULTADO DA OPERAÇÃO INTEGRADA DO POLICIAMENTO RODOVIÁRIO E DO TRÂNSITO

Operação Policial Militar integra Comandos de Policiamento Rodoviário e de Trânsito: juntos para garantir a vida, prevenir o roubo de carga e o tráfico de drogas.

A Polícia Militar do Estado de São Paulo desencadeou hoje, 28 de julho de 2015, das 05h00 às 10h00, uma Operação Simultânea envolvendo os Comandos de Policiamento Rodoviário e Comando de Policiamento de Trânsito, com apoio do Policiamento de Choque. O objetivo foi a preservação da vida, prevenção aos roubos de carga e diversos outros crimes contra os motoristas nas principais rodovias de acesso e corredores de tráfego intenso na capital paulista, além de fiscalizar o trânsito nessas mesmas vias.

Foram mais de 5 horas ininterruptas de operação envolvendo cerca de 200 policiais militares e 100 viaturas das unidades empenhadas, distribuídos em 15 pontos de operação, com apoio de cães farejadores do Policiamento de Choque para prevenir também o tráfico de drogas e o transporte ilegal de explosivos para a prática de crimes.
Os resultados alcançados estão na tabela abaixo, embora seja impossível medir a prevenção, pois muitos são os crimes que deixaram de ocorrer pela presença ostensiva da Polícia Militar do Estado de São Paulo durante a operação e também 24h por dia.



Pessoas Abordadas
656
Condutores abordados
680
Condução ao DP
3
Auto Abordado-(LÍCITO)
72
BO/PM Lavrados
4
Moto Abordada-(LÍCITO)
46
Procurados Recapturado
1
Carga Abordada-(LÍCITO)
562
Autos de Infração
374
Auto Removido
9
Teste Etilômetro
278
Moto Removida
2
CLA Apreendida
138
Carga Removida
26
CNH Apreendida
3
Carga Abordada-(ILÍCITO)
1
Fonte: Sistema da Coordenadoria Operacional da PMESP – SICOORDOP

O Cmt do Policiamento Rodoviário, Cel PM Mauro Cezar dos Santos Ricciarelli e o Cmt do Policiamento de Trânsito, Cel PM Dimitrios Fyskatoris, avaliaram que a operação foi um sucesso, demonstrando a eficácia do trabalho policial integrado entre as várias modalidades de policiamento ostensivo da Polícia Militar paulista.
Segurança Pública é dever do Estado, direito e responsabilidade de todos. Por isso a Polícia Militar trabalha intensamente para garantir a segurança de todos contando sempre com o apoio da população para o fornecimento de informações que possam aumentar a eficácia das ações desenvolvidas pelos Policiais Militares, profissionais vocacionados, treinados e dedicados a servir e proteger as pessoas.

Centro de Comunicação Social da PMESP

PM flagra rinha de galos em José Bonifácio


20 pessoas foram autuadas e multadas em 180 mil reais




Ontem (26), os Policiais Militares Ambientais do 1º Pelotão do 4º Batalhão de Polícia Ambiental de São José do Rio Preto flagraram rinha de galos (luta entre animais da mesma espécie), em José Bonifácio, interior de São Paulo.
Dispostos em sete viaturas, 23 policiais militares surpreenderam em flagrante delito, por volta das 11h da manhã, 20 homens que participavam de uma rinha de galos. No momento da abordagem, todos estavam em volta de um rebolo (espécie de arena construída em madeira onde os galos são colocados para brigar), sendo que dentro dele havia dois galos brigando, sendo 19 homens apostadores e um organizador das rinhas.
Foram apreendidos 38 galos índios, dois rebolos, duas balanças, diversas biqueiras – esporar artificiais colocadas no lugar das esporas naturais cortadas dos animais, além de facas, tesoura, seringas e diversos medicamentos para estimular as brigas e potencializar a agressividade dos animais. Também foi apreendida uma chocadeira elétrica, onde ovos são colocados para criarem novos galos e duas cadernetas com apostas.
O organizar das lutas e responsável do local foi autuado 114.000,00 reais pela infração ambiental prevista no artigo 29, §1º, II, da Res. SMA 48/14 “por realizar, promover e participar de luta entre animais da mesma espécie”, conduta que também caracteriza o ato de maus tratos aos animais, vistos que todos saem severamente lesionados das lutas, por isso, também responderá pelo crime do art. 32 da Lei 9605/98. Já os demais responderão pelo mesmo crime e como participantes, mesmo que como expectadores, incorrendo nas mesmas penas e enquadramentos, ao todo as multas aplicadas aos 20 envolvidos somaram um montante de R$ 180.000,00 mil reais.
Além de ser crime de maus tratos, as rinhas ou lutas levam os animais a ferimentos, desde a mutilação de suas esporas até cegueira e morte em razão das lesões, costume ultrapassado que não pode ser perpetuado, motivo pelo qual a Polícia Ambiental trabalha incansavelmente para prevenir e coibir tal prática.
Os animais em razão do alto teor de hormônios aplicados, pelo constante estímulo as lutas e pelas lesões, não possuem qualquer condição de readaptação para conviverem com outros animais da mesma espécie, não servem para consumo, ou seja, apenas se destinam para o fim exclusive de lutas, por isso, serão avaliados por médico veterinário e destinados ao abate humanitário.

COMUNICAÇÃO SOCIAL

PMS DE REGISTRO ORGANIZAM FESTA PARA FAMÍLIA QUE SOFRIA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA.



Dona de casa sofria agressões físicas por um sobrinho usuário de drogas.

Policiais Militares do 14º BPM/I (cidade de Registro), no Vale do Ribeira, interior de São Paulo, organizaram uma festa de aniversário para a filha de uma dona de casa que sofria violência doméstica. Os militares foram informados sobre o estado precário em que a família vivia e resolveram promover a comemoração para ajudar a família.
A dona de casa, que vive no bairro Arapongal, sofria agressões físicas e era colocada para fora de casa por um sobrinho, que era usuário de drogas. Após constatar a situação, uma Medida Protetiva de Urgência foi expedida pelo Poder Judiciário de Registro, com base na ‘Lei Maria da Penha’ e a família passou a contar com o acompanhamento da Patrulha Contra Violência Doméstica.
A equipe da PM preparou a festa com a ajuda de moradores da cidade e também deu presentes para os familiares, dentre os quais estava uma televisão. Além da Patrulha Contra Violência Doméstica, composta pelos Cabos PM Barros e Motta, estiveram presentes a Comandante do Batalhão, a Tenente Coronel PM Vitória, o Capitão PM Torres, o 1° Ten PM Cunha e o Cabo PM Silva.

Campanha “Roupa boa, a gente doa” 2015



Polícia Militar arrecada  5.820 peças de peças







Em maio, a Policia Militar iniciou a Campanha do agasalho 2015 e contou com divulgação e participação dos municípios de São Roque, Mairinque e Araçariguama os quais pertencem à circunscrição da 2º Companhia do 50º Batalhão de Polícia Militar do Interior.

Depois de quase 90 dias de Campanha, a qual foi divulgada pela Policia Militar na mídia local, o resultado foi surpreendente, obtendo em São Roque 3.048 peças, Mairinque 2.562 e Araçariguama 210 peças contabilizando o total de 5.820 peças, entre blusas, camisetas, calças, saias, vestidos, blusas, jaquetas, shorts, bermudas, calçados, toucas e entre outras vestimentas.

As entregas das peças arrecadadas foram realizadas em São Roque e Mairinque ao Fundo Social de Solidariedade, onde esteve presente a senhora Maria Fernanda de Lima Vieira, representando a 1º Dama de São Roque, a senhora  Lenice Rodrigues de Oliveira. De Mairinque, compareceu a senhora Elza Regina Barcellos Merguizo, 1º Dama da cidade, já de Araçariguama foi o senhor Ithamar Dabrius, presidente do Conseg (entidade de apoio as forças policiais do estado e municipal nas relações comunitárias).

A Polícia Militar, representada pelo Cap PM Ceoloni comandante da 2º Cia PM Territorial, agradece e parabeniza os munícipes de São Roque, Araçariguama e Mairinque, bem como todos policiais militares pela participação nesta nobre campanha, o que reforça o comprometimento e engajamento de todos em atender a quem mais precisa! E o melhor é ver que as doações não param de chegar.

É sempre assim, quando as pessoas se unem em torno de um objetivo comum. E foi graças ao esforço de todos vocês que chegamos a esse resultado tão significativo, afinal: “Roupa Boa a Gente Doa”. 

COMUNICAÇÃO SOCIAL

POLICIAMENTO RODOVIÁRIO APREENDE 20,020 KG DE MACONHA

O Comando de Policiamento Rodoviário, através dos policiais da 4ª Companhia do 2º Batalhão de Policiamento Rodoviário, durante fiscalização em combate ao narcotráfico e demais ilícitos penais, em 28 de Julho de 2015, às 07h10min, na SP 425 - Rodovia Assis Chateaubriand, Km 300+000 Penápolis/SP, ao efetuarem abordagem a um Ônibus MBenz/MPolo Paradiso R, cor branca, ano 2011, placas de Presidente Epitácio/SP, da Empresa Mota, com itinerário de Campo Grande/MS à Belo Horizonte/MG, durante entrevista com a indiciada M.A.S. de 37 anos, a mesma demonstrou certo nervosismo e declarações desencontradas. Durante busca na bagagem da indiciada, foi logrado êxito em localizar dentro de uma mala, 25 (vinte e cinco) tabletes de maconha, totalizando 20,020 Kg da droga. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão à indiciada, cientificada dos seus direitos constitucionais, foi encaminhada a Delegacia de Polícia de Penápolis/SP onde o delegado ratificou a voz de prisão à indiciada, elaborando o BO/PC e autuando-a em flagrante delito, sendo encaminhada a Cadeia Pública Feminina de Lavínia/SP.


Os Policiais Militares Rodoviários, incansáveis no combate ao crime, 
contam com a ajuda da população fornecendo informações a respeito de irregularidades por
 meio dos telefones 190,  Disque PM – 0800 0555 190 ou Disque Denúncia – 181, além do serviço 
Fale Conosco disponibilizado no site: www.policiamilitar.sp.gov.br.


Retreta


O Centro de Comunicação Social da Polícia Militar do Estado de São Paulo, informa que quinzenalmente, às sextas-feiras ,das 12:00 às 13:00 horas, acontece a Retreta na Praça Coronel Fernando Prestes, em frente do Quartel do Comando Geral.

Mas o que é uma Retreta?

É a apresentação de uma banda de música em praça pública.
Para o evento contamos com a apresentação de uma Seção de Banda do Corpo Musical da Polícia Militar e com a Banda de Clarins do Regimento de Polícia Montada “9 de Julho”.


E com o intuito de difundirmos a cultura através da sublime arte da música e reforçarmos a filosofia de Polícia Comunitária é que concitamos a todos participarem da Retreta do próximo dia 31 de julho e incentivarem a participação dos policiais militares de sua OPM.
Contamos com a presença de todos!!!

OPERAÇÃO “FORÇA TOTAL” NOS MUNICÍPIOS DE MAUÁ, RIBEIRÃO PIRES E RIO GRANDE DA SERRA.



O Comando do Trigésimo Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, responsável pelo policiamento ostensivo/preventivo nas cidades de Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, informa que, hoje(28), estará sendo desencadeada a Operação “Força Total”, em conjunto com a Polícia Civil e a Secretaria de Segurança Pública Municipal de Mauá (Guarda Municipal). A concentração dos efetivos dos órgãos envolvidos dar-se-á às 16 horas, no Boulevard (acesso a área central), convidando, desde já, Vossa Senhoria a acompanhar o desenvolvimento da operação.
Serão utilizadas as seguintes modalidades de Policiamento: ROCAM (Rondas Ostensivas com auxílio de Motocicletas), Radiopatrulha-Atendimento 190 e Força Tática. Também haverá o concurso de viaturas da Polícia Civil e da Guarda Municipal de Mauá. 
A Operação Policial Militar visa desestimular o cometimento de ilícitos criminais, em especial o tráfico de entorpecentes e os crimes contra o patrimônio, destacando-se os roubos e furtos de veículos e a transeuntes, buscando assim garantir a situação de normalidade perante as diversas comunidades inseridas nos municípios já mencionados, visto caber à Polícia Militar e aos demais órgãos públicos a prevenção de práticas delituosas e a boa convivência da sociedade. 
Cabe enfatizar que a participação da população, através dos telefones 190 (Polícia Militar–Emergência) ou 181 (Secretaria de Segurança Pública–Disque-Denúncia), configura-se como fator fundamental no processo de combate à criminalidade.

Centro de Comunicação Social                        

Operação Simutânea da Polícia Miltar

Operação Policial conjuga ações dos Comandos de Policiamento de Choque, Rodoviário e de Trânsito: garantia da vida, prevenção ao roubo de carga e tráfico de drogas.



A Polícia Militar do Estado de São Paulo desencadeia hoje, 28 de julho de 2015, a partir das 05h00, 
uma Operação Simultânea para prevenir o roubo de carga e diversos crimes contra a vida e o patrimônio dos 
motoristas nas principais rodovias de acesso e corredores de trânsito da capital paulista, além de fiscalizar 
outras ações ilícitas praticadas no decorrer da operação nessas mesmas vias.
Serão quase seis horas ininterruptas de operação envolvendo cerca de 200 policiais militares e 100 viaturas dos 
Comandos de Policiamento de Choque, Comando de Policiamento Rodoviário e Comando de Policiamento de Trânsito, distribuídos 
em 15 pontos de operação, 7 dos quais contando com apoio de Policiais Militares do Choque e cães farejadores para prevenir 
também o tráfico de drogas e o transporte ilegal de explosivos para a prática de crimes.
A Polícia Militar trabalha intensamente para garantir a segurança de todos e nesse período de operação conta com o 
apoio da população para o fornecimento de informações que possam aumentar a eficácia das ações desenvolvidas pelos 
Policiais Militares, profissionais vocacionados, treinados e dedicados a servir e proteger as pessoas.

Polícia Militar do Estado de São Paulo. Você pode confiar!

Centro de Comunicação Social

POLÍCIA MILITAR PRENDE TRAFICANTE, APREENDE DROGAS E ARMAS NO VALE DO RIBEIRA

Ações da Polícia Militar visam coibir o tráfico e o consumo de drogas. Ocorrências foram atendidas em Eldorado, Miracatu e Registro.

O desenvolvimento em toda a região de constantes ações policiais de revista a pessoas e vistoria a veículos, além do atendimento de denúncias formuladas pela população, tem resultado na constante prisão de traficantes e na apreensão de drogas no Vale do Ribeira, área do 14º BPM/I. O objetivo principal de tais ações é a propiciar segurança aos cidadãos e coibir o tráfico e uso de drogas. Neste final de semana (25/26) foram registradas quatro ocorrências de tráfico e porte de drogas pela Polícia Militar, com destaque para uma grande apreensão de armas e material entorpecente em Miracatu. Os demais casos se deram nas cidades de Eldorado, Miracatu e Registro, onde uma pessoa foi presa por tráfico. Além das detenções dos envolvidos, as equipes da Polícia Militar apreenderam 90 porções de maconha, 26 pinos de cocaína, 6 frascos de lança perfume é uma pedra de crack. A ocorrência mais significativa foi registrada em Miracatu, quando as equipes da Polícia Militar apreenderam grande quantidade de drogas e duas espingardas. O local foi indicado por populares e era conhecido como ponto de venda de entorpecentes. Com a chegada das viaturas, um homem saiu correndo e fugiu na mata. A Polícia Militar conta com a colaboração da população, que pode ajudar fornecendo informações sobre traficantes e locais da prática desse crime. Basta ligar para os telefones 190, no Disque PM – 0800 0555 190 ou Disque Denúncia – 181. Pela internet, além do serviço Fale Conosco disponibilizado no site www.policiamilitar.sp.gov.br, há o Web Denúncia no site http://webdenuncia.org.br/.

Centro de Comunicação social

sábado, 25 de julho de 2015

HISTÓRIAS DA REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932

HISTÓRIAS DA REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932

23 DE JULHO, UM SÁBADO PARA NÃO SER ESQUECIDO... 


* Sérgio Marques

Ontem, há exatos 83 anos, São Paulo e o Brasil perdiam três bravos...

Com o despertar e a clarinada da Revolução de “9 de Julho de 1932” São Paulo estava fadado a lutar, como Unidade Federativa, sozinho no caminho da Constitucionalização do país. Com exceção do Sul do Mato Grosso (desmembrado do Estado do Mato Grosso somente em 1977, originando o Estado de Mato Grosso do Sul), todos os demais entes políticos viraram as costas. Justiça se faça, independentemente da traição de alguns líderes estaduais, vários focos de rebeldia e apoio ao Movimento de 1932 pipocaram no Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pará, Amazonas e Bahia; muitos morreram em seus respectivos territórios.

Oficialmente, mais de 634 guerreiros morreram pelo ideal Constitucional no Estado de São Paulo e arredores. Desses, 104 não eram Paulistas... Os nordestinos foram aqueles que mais deram sua contribuição em sangue (30), seguido de mineiros (29), cariocas (24) norte/centro-oeste (9) e sulinos (6). Injusto seria nos esquecermos dos estrangeiros (de coração brasileiro), que se entregaram pela Causa até a extinção de suas vidas: alemães (7), portugueses (6), ingleses (2), espanhóis (2), italianos (2), austríacos (2), russo (1), libanês (1) e húngaro (1). Muitos dos “estrangeiros” lutaram pelos seus países de origem (Rússia, Alemanha, Império Austro-húngaro) durante a 1ª Guerra Mundial. Em alguns casos, outrora inimigos na Grande Guerra, contudo, em 1932, irmanados pelo mesmo ideal, mesma bandeira, mesma trincheira, mesma lápide... São Paulo é a “Terra do Mundo”. 

As perdas Ditatoriais nunca foram divulgadas, pois é notório na Ciência das Armas que a Guerra daquele estilo (de trincheiras) as perdas dos atacantes supera em média de três a quatro vezes o número dos defensores...

Muitos chamam a Revolução de 1932 de “Guerra Paulista”, ideia refutada apenas pelo acima exposto, pois o sangue Paulista é uma feliz combinação de todas as nacionalidades e regionalidades que um país poderia possuir.

O Movimento também ficou conhecido pela “pecha de separatismo”, todavia, Nacionais eram seus princípios, Nacionais eram seus objetivos e aspirações, tornando-se Paulista no preparo, pois isolada foi conduzida, sofrendo a maior carga da brutalidade humana. Grande parte dos líderes militares rebeldes (com exceção do grande timoneiro da Força Pública Paulista, Coronel MARCONDES SALGADO) não era Paulista: Generais Isidoro Dias Lopes e Bertoldo Klinger, Coronel Palimércio de Resende (gaúchos), Coronel Euclides de Figueiredo (carioca) e Coronel Brasílio Taborda (carioca), dentre outros. O próprio efetivo da Milícia Paulista era (até hoje) composto de “Paulistas de outras bandas”, como um dos protagonistas desse enredo, o mineiríssimo Capitão MARCELLINO.
Realizada a introdução, vamos para a alma de um capítulo inserido em um fato maior, que foi a Revolução de 1932, e, ao passar dos anos, acabou empoeirada e eclipsada pelo tempo... 

Com as fronteiras estaduais secas cercadas e, principalmente, o mar Paulista bloqueado pela Marinha de Guerra, com ênfase no Porto de Santos, São Paulo teve que ativar seus “cérebros”, transformando seu Parque Industrial de atividade civil para auxiliar no esforço de guerra.

Naquela fria manhã de inverno, 23 de Julho de 1932, o Capitão da Força Pública (atual Polícia Militar do Estado de São Paulo) JOSÉ MARCELLINO DA FONSECA, professor no CIM - Centro de Instrução Militar da Força (atual Academia de Polícia Militar do Barro Branco - APMBB), especialista que era, testava uma nova arma, desenhada por ele e produzida pela Escola Politécnica (fundada em 1893, atualmente é uma das divisões da USP – POLI/USP, tradicional Escola formadora de Engenheiros para o Brasil, que aderiu ao Movimento). Tratava-se de uma “bombarda” (morteiro), pequeno canhão apelidado pelo termo “sapinho” (ao ser lançado produzia um som similar ao executado pelo anfíbio) ou “Marcelino”, em homenagem ao seu inventor. 

O local dos testes foi uma área descampada em Santo Amaro, à época, um Município (poucos sabem, mas o conhecidíssimo terminal de passageiros do Aeroporto de Congonhas, famoso pela ponte aérea Rio- São Paulo, foi o palco desse acontecimento).

Mais um interregno se faz necessário para entendermos o “23 DE JULHO DE 32”, retroagindo exatos 60 dias.

Em 22 de maio de 1932 os ânimos e a paciência encontraram o seu limiar. Oriundo da Capital Federal, chegara a São Paulo o interlocutor da Ditadura, Dr. Osvaldo Aranha plenipotenciário do Governo Ditatorial e Ministro da Fazenda, além de articulador político. Seu objetivo era determinar um novo Secretariado, segundo o interesse do Catete (sede do Executivo Federal, na antiga Capital, na cidade do Rio de Janeiro). 15 anos mais tarde nosso plenipotenciário inauguraria a tradição ainda hoje mantida de ser um brasileiro o primeiro orador da abertura anual da Assembleia Geral da ONU.

Anteriormente, similar ao que ocorrera nas manifestações de 2015 contra a corrupção, respectivamente, de 15 de março (um milhão de pessoas) e 12 de abril (duzentas e cinquenta mil pessoas), na Av. Paulista, Capital (com o DATAFOLHA fazendo uma grande lambança e reduzindo a ¼ o número de pessoas na primeira manifestação em suas contas...), ocorrera também em 1932 duas manifestações gigantescas. A primeira, no aniversário da cidade de São Paulo, em 25 de janeiro; a segunda, 22 de maio, ambas realizadas na Praça da Sé, no centro da Capital, contra a Ditadura de Getúlio Vargas e a favor da Constitucionalização do país, os “caras - pintadas” daquela época (referência ao apelido dado aos manifestantes que apoiaram o “impeachment” do Presidente Fernando Collor de Melo, em 1992, pois pintavam seus rostos de verde e amarelo). O Governo Provisório de Getúlio que, através de um golpe (Revolução Outubrista de 1930) derrubara o antigo Presidente, Washington Luís, não tinha perspectiva de ser Provisório... e não o foi mesmo...

Com a presença inesperada e desagradável do enviado especial de Getúlio ocorreram grandes manifestações em 22 de maio, mesma data que o Interventor Federal de São Paulo, Dr. Pedro de Toledo, organizara seu próprio Secretariado, a arrepio do “Palácio do Catete”! Com isso Osvaldo Aranha não conseguiu se encontrar pessoalmente com o cada vez menos Interventor Paulista... 

Paralelamente aos acontecimentos, destaca-se a figura de Ibrahin Nobre, o “Tribuno da Revolução”. Com seus discursos inflamados e provocadores conduziu a massa para antiga sede do Executivo Estadual, o Palácio Campos Elíseos, na esquina da Av. Rio Branco e Praça Princesa Isabel. Lá fora recebido pelo Interventor Pedro de Toledo. Osvaldo Aranha retornara para o Rio de Janeiro sem cumprir sua missão e de mãos vazias...
No dia “23 DE MAIO” as manifestações continuaram pela área central da cidade. Tentando desforrar todo o ódio aos representantes Getulistas na Capital, aquela turba se direciona para a sede do Partido Popular Paulista, cujo grupo paramilitar, odiado pelos Paulistas, é a famigerada Legião Revolucionária. 
Situada na Praça da República, esquina com a Rua Barão de Itapetininga nº 70, primeiro andar, manifestantes, que haviam saqueado uma casa de armas na localidade, ou seja, armados, tentaram invadir a sede da Legião. Esses reagiram a tiro, sendo correspondidos pelos disparos dos manifestantes. Dessa refrega vitimara mortalmente Martins, Miragaia, Dráuzio e Camargo, resultando na criação do grupo secreto MMDC, que, na clandestinidade, tramava contra o Governo Getulista. Uma quinta pessoa ferida no “23 DE MAIO”, Orlando de Oliveira ALVARENGA, faleceu durante a Revolução, em 12 de agosto.

No mesmo dia, paralelamente, ato desafiador do Interventor Pedro de Toledo, anuncia, sem aquiescência de Getúlio Vargas, um Secretariado escolhido por ele, e não pelo Ditador... 
Sua principal Pasta, a da Justiça, ficara a cargo do Dr. Waldemar Ferreira (professor da Faculdade do Largo São Francisco), empossado às 21h00 da mesma noite na Secretaria da Justiça, junto ao Pátio do Colégio, onde nascera São Paulo nas mãos de Anchieta.

A noite ainda não terminara. Uma de suas primeiras ações foi indicação do “Tenente - Coronel” FPESP MARCONDES SALGADO, ainda em “23 DE MAIO” para o comando interino da Força Pública, o que foi de imediato aceito pelo Dr. Pedro de Toledo. 

Enquanto o Coronel MARCONDES SALGADO tomava posse do novo cargo, paralelamente, o Secretário da Justiça determinava a imediata lavratura e promulgação do decreto de reforma de General FPESP MIGUEL COSTA, chefe da Pasta Segurança Pública, que acumulava o Comando Geral da Força desde 28 de Abril de 1932, resultante de evento conhecido com “Abrilada” (movimento fracassado encabeçado por Oficiais da Força Pública contra a Ditadura, gerando inúmeras prisões em seus quadros, muitod dos quais encaminhados para a prisão de Taubaté). O General MIGUEL COSTA, era destituído e preso, pois pensava- se que era apoiador de Getúlio Vargas... (veja declaração em contrário:

 https://www.facebook.com/POLICIAMILITARDESP/posts/851486468220376?pnref=story).

Na prática temos na assunção do Secretariado a ruptura com o Governo Federal de Getúlio. Dois dias após, ou seja, 25 de julho, o “Tenente-Coronel” MARCONDES SALGADO era promovido ao posto de Coronel da Força e mantido no Comando Geral, atingindo, assim, aos 42 anos de idade o posto ápice da carreira na Instituição.

Voltando aquela manhã fria de “23 DE JULHO” de 1932, com a guerra em seu curso, uma das figuras de destaque que acompanhavam o desenvolver dos testes pelo Capitão inventor era o Comandante Geral da Força Pública e um dos líderes militares do Movimento de 32, Coronel JÚLIO MARCONDES SALGADO, além de diversos Oficiais e Praças do Estado- Maior Revolucionário, composto pela Força Pública Paulista e Exército (todas as tropas aquarteladas no Estado de São Paulo aderiram ao movimento), além de autoridades civis. 

Após diversos “disparos-testes” bem sucedidos, quando o Coronel SALGADO retornava ao Quartel General da Força, o destino reservou algo que para sempre alteraria seu destino de vida, em decorrência da chegada do Comandante Geral das Tropas Constitucionalista, General BERTOLDO KLINGER...

Pelo respeito e cortesia que norteia a vida castrense, o Coronel FPESP MARCONDES SALGADO, sem titubear, retornou e encontrou o Comandante Maior.

No próximo teste realizado com a “bombarda”, com a presença do General KLINGER, uma das granadas, em vez de ser projetada para fora do tubo, explodiu no interior do cano, espalhando estilhaços. Atingem mortalmente a carótida do Coronel MARCONDES SALGADO. O criador do pequeno canhão, Capitão FPESP MARCELLINO, também tomba o sono dos heróis... Triste fim! O General KLINGER fora atingido no braço, sem maiores consequências. Outros presentes foram feridos, dentre eles o Tenente- Coronel Salvador Moya (no rosto), o Tenente Saraiva e o político Wladimir de Toledo Piza, que na década de 50 seria prefeito da Capital. O Capitão Heliodoro Tenório da Rocha Marques foi também ferido seriamente, porém resistiu.

O lançador estilhaçado que vitimou nossos heróis encontra-se hoje no acervo do Museu Paulista (a imagem está disponível na publicação).

Para substituir o grande Comandante da FPESP foi chamado do “front” Setor Leste, conhecido como “sorvedouro de vidas dos valentes soldados da Força Pública”, incluso aí o famoso Túnel da Mantiqueira, o Coronel FPESP HERCULANO DE CARVALHO E SILVA. Fora durante os terríveis eventos de 1932 o Comandante do 2º BCP (Batalhão de Caçadores Paulistas), atual 2º BPM/M, unidade responsável atualmente pelo policiamento do Bairro da Penha, na zona leste da Capital, e adjacências, também conhecido como “2 de Ouro”. Esse mesmo Comandante que, verificando o sacrifício do povo residente em São Paulo, dos soldados Constitucionalistas nas trincheiras e a derrota certa perante os infinitos recursos materiais e humanos dos Ditatoriais, assina o armistício no início do mês de outubro, na cidade de Cruzeiro.

As Forças Constitucionalistas sofreram uma derrota militar. Mas já no ano seguinte a vitória política dava os seus primeiros sinais. Em maio de 1933 foram realizadas eleições para a Assembleia Nacional Constituinte. A mulher no Brasil, nessa oportunidade, teve pela primeira vez a chance de exercer a cidadania em sua plenitude, pois pode votar. A vitória política da Revolução de 1932 é formalizada com a Reconstitucionalização do Brasil, na vitória da Lei, na vitória Moral, na vitória do Estado de Direito, com a promulgação da Constituição de 1934.

O Coronel PM MARCONDES SALGADO era filho de Pindamonhangaba, cidade do Vale do Paraíba. De família muito humilde, alistou-se nas fileiras da Instituição em 1907 como Soldado do “Regimento de Cavalaria”, do qual era Comandante quando estourou a Revolução, em 1932. Ingressou na Escola de Oficiais da Força (hoje, Academia do Barro Branco) em 1914. Era casado e tinha um casal de filhos. 

Por ato do Dr. Pedro de Toledo, Governador aclamado em 10 de julho de 1932, o Coronel FPESP MARCONDES SALGADO foi promovido “post-mortem” ao posto de General da Força Pública, constituindo, ao lado de FRANCISCO DO NASCIMENTO PINTO e MIGUEL COSTA, um dos três Generais da Força Pública, consequentemente, da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Do reconhecimento de seus feitos podemos destacar em sua homenagem:

• Uma cidade: “General Salgado”, no interior do Estado de São Paulo;
• Um viaduto que corta a Av. 23 de Maio, na Capital;
• A pista descoberta do Regimento de Cavalaria “9 de Julho”, no Bairro da Luz, na Capital;
• Inúmeras Escolas; 
• Inúmeras ruas (Ex.: em São Paulo, Campinas etc.);
• Desde 1990 o 5º BPM/I (5º Batalhão de Polícia Militar do Interior), sede em Taubaté, é conhecido como “General Júlio Marcondes Salgado”; e
• Um monumento no Cemitério São Paulo, quando de seu enterro em 24 de julho de 1932, antes dos seus restos mortais serem transferidos para o Mausoléu do Soldado Constitucionalista de 1932, no Ibirapuera, na Capital.

O Capitão JOSÉ MARCELLINO DA FONSECA era filho de Santa Rita de Cássia, Minas Gerais (portanto, um dos 29 mineiros que perderam a vida pela Constitucionalidade), 41 anos ao falecer. 
Originário também de família muito humilde, similar ao General MARCONDES SALGADO, conquistou seu posto a base de muito estudo, dedicação e esforço. 

Também por ato do Dr. Pedro de Toledo, Governador aclamado em 10 de julho de 1932, o Capitão FPESP JOSÉ MARCELLINO DA FONSECA foi promovido “post-mortem” ao posto de Major da Força Pública.

Era casado e pai de muitos filhos. Infelizmente, três anos depois uma nova tragédia ocorrera com a família FONSECA, sua amada esposa falecera em 1935, deixando vários órfãos. 

Do reconhecimento de seus feitos podemos destacar em sua homenagem:

• Uma Escola Estadual no Bairro do Mandaqui, na zona norte da Capital; 
• Um monumento no Cemitério São Paulo, quando de seu enterro em 24 de julho de 1932, antes dos seus restos mortais serem transferidos para o Mausoléu do Soldado Constitucionalista de 1932, no Ibirapuera, na Capital.
• Nome de uma Rua no Bairro do Brás, na Capital.

O Triste “23 DE JULHO”, aquele sábado horroroso, ainda não estava encerrado... Além dos dois lutos acima descritos, a aviação Ditatorial, com os seus temidos Waco CSO “vermelhinhos”, sob o comando do Major Eduardo Gomes (futuro Marechal- do- Ar, Patrono da Força Aérea Brasileira - FAB, Patrono do CAM- Correio Aéreo Nacional e duas vezes candidato para o cargo de Presidente da República, em 1945 e 1950), bombardearam naquele dia o Campo de Marte, no Bairro de Santana, na Capital, alvo militar, pois era a sede da Aviação Constitucionalista. Todavia, uma bomba também caiu em um alvo civil (“imperícia ou alvo secundário”?). O tradicional Clube Espéria, as margens do Rio Tietê (hoje próximo da Estação do Metrô Armênia/Portuguesa-Tietê), na ocasião repleto de frequentadores, dentre eles, crianças e mulheres, “recepcionou” uma bomba de Getúlio, felizmente, sem vítimas. Era a ação da guerra psicológica, tão utilizada contra alvos civis na invasão italiana na Etiópia (1935), da invasão japonesa em Nanquim, China, em 1937. Na Segunda Guerra, inicialmente, alemães bombardeando alvos civis na Polônia (1939), Inglaterra (1940), indiscriminadamente, de forma criminosa. Os Aliados também usaram do mesmo veneno contra os alemães e seus estados- satélites...

Dois anos antes, como verdadeira raposa, em decorrência da Revolução Outubrista de 1930, Getúlio proibiu que a Força Pública fosse dotada de Artilharia e a Aviação Militar, transferindo os materiais bélicos existentes para o Exército Brasileiro. O número de aeronaves constitucionalistas durante a Revolução não chegavam a 12 unidades, 10% da aviação do Regime Discricionário. Os ares pertenciam a eles... A população Paulistana toma ciência de que suas residências estavam vulneráveis a terceira dimensão da guerra: o ar!

Por derradeiro, a tragédia que abateu o “Pai da Aviação”, ALBERTO SANTOS DUMONT. Ele passava por problemas de ordem psicológica e sofria pela utilização de seu invento para a guerra. Dia “23 DE JULHO”, aquele mesmo triste sábado de tragédias, no Guarujá, litoral Paulista, hóspede do Hotel Grand Hotel de la Plage, na Praia de Pitangueiras, pratica seu último ato na peça chamada vida, suicidando-se por enforcamento, com 59 anos de idade. 

Todos eles não morreram em vão...





* Sérgio Marques, pesquisador militar, é Capitão de Polícia Militar. Bacharel em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública pela APMBB; Bacharel em Direito pela UNIBAN; Pós - Graduado em Política e Relações Internacionais pela FESP; Mestre em Ciências Policiais de Segur

segunda-feira, 20 de julho de 2015

08 Toneladas de MACONHA escondidas em caminhão com madeira em Iaras, interior de S.P.

Hoje (20), os Policiais Militares do Policiamento Rodoviário Estadual, durante fiscalização ao tráfico de drogas e outros ilícitos penais, na Rodovia Castelo Branco, abordaram um Caminhão M/Benz, com carga de madeira.
 Ao realizar a vistoria encontraram, sob a carga, cerca de 08 TONELADAS de MACONHA!
O motorista foi preso e a ocorrência está sendo apresentada na DPF do município de Bauru.




                                                     Centro de Comunicação Social

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Família no Crime!!


PMs de Guarulhos (15° BPM/M) prendem dupla de sequestradores que são PAI E FILHA!



A filha se chama Renangela e o pai Osvaldo. Ambos haviam roubado um veículo às 06h de hoje (09). Um fox cinza que foi abandonado. Após sequestraram um rapaz, proprietário de um Nissan Tiida, circularam com ele por um longo tempo e o abandonaram. Haviam sequestrado uma enfermeira, proprietária de um corsa, e a mantiveram em carcere até conseguirem sacar R$ 980,00 ( novecentos e oitenta) reais das contas dela. Quando a abandonaram, imediatamente, já sequestraram a quarta vítima do dia, em um Fiat Pálio.

Após ter sido sequestrada e abandonada a enfermeira procurou uma base da PM e informou sobre o ocorrido. Concomitantemente, os PMs se depararam com o veículo, durante o patrulhamento, e observaram que a passageira (vítima) estava bastante nervosa. Decidiram abordar,  e , no mesmo instante, foram informados do roubo do Pálio no rádio. Percebendo a intenção de abordá-los, Osvaldo, que conduzia o veículo, empreendeu fuga em desabalada carreira, assim, perdendo o controle e colidindo em um poste.

Com ele estava o revólver municiado (.38) e dinheiro. A garota conseguiu fugir em um veículo de sua propriedade (estacionado), mas logo foi abordada pela equipe de ROCAM.

Foram recuperados todos os pertences das vítimas e eles foram reconhecidos pela prática de roubo de outro veículo, na ultima terça-feira(07). Também foi recuperado o aparelho de telefone celular da vítima






video
video
                                                   Centro de Comunicação Social

quarta-feira, 8 de julho de 2015

CONVITE ABERTO PARA A POVO PAULISTA E BRASILEIRO

9 DE JULHO
Amanhã, dia 9 de julho, quinta-feira, destaca-se a comemoração do 83º aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932. Em memória daqueles que “viveram pouco para morrer bem, morreram jovens para viver sempre”, será realizada solenidade, a partir das 9 horas, em frente ao Mausoléu do Soldado Constitucionalista (Obelisco do Ibirapuera), na Avenida Pedro Álvares Cabral, no bairro do Ibirapuera, na Capital.
Destaques da solenidade:
· Transmissão do Comando do Exército Constitucionalista, do Senhor Antônio Lívio Abraços Jorge para a Prof.ª Maria Odette Cruz Pinto;
· Cerimônia de sepultamento dos heróis homenageados;
· Outorga da Medalha Constitucionalista;
· Desfile cívico- militar (tropa a pé da PM, Exército, Marinha, Força Aérea, Guarda Civil, viaturas militares, escolas), com uma hora de duração.

Depois do desfile prestigie a exposição sobre a Revolução Constitucionalista (somente no dia 09 de julho, até às 13 horas) de uniformes, fotos, capacetes etc., no saguão da Assembleia Legislativa.
                                                       CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

82 animais são resgatados em Araçatuba



Por ter mantido sob maus tratos, o infrator foi autuado em R$ 246.000,00 reais





Na última segunda-feira (06), os policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Ambiental autuaram em R$ 246.000,00 um morador de Araçatuba/SP (530 km de São Paulo) por maus tratos a animais.
No atendimento da denúncia, a equipe encontrou em uma chácara na área rural 82 animais (79 aves de diversas espécies, dois gatos e um cão) em estado de abandono.  O proprietário do local, um médico de 58 anos, responderá ainda criminalmente por ter violado o Art. 32 da Lei 9.605/98, que prevê detenção de três meses a um ano, além de multa.
A ação policial teve a participação da Vigilância Sanitária de Araçatuba, que também autuou o proprietário em R$ 100.000,00 pela ação em prejuízo da saúde pública. Os animais ficaram à disposição do Centro de Controle de Zoonoses do município.
A Polícia Militar Ambiental solicita que as denúncias sejam feitas através do telefone 181 (Disque Denúncia), pelo telefone EMERGÊNCIA 190, ou na Base mais próxima do Policiamento Ambiental.

COMUNICAÇÃO SOCIAL

terça-feira, 7 de julho de 2015

Três homens são presos por porte ilegal de armas


Eles pretendiam roubar o cofre de uma empresa da região



Hoje (07), os policiais militares Cb PM José Manoel de Andrade Filho e Sd PM Alex Magno Barbosa da 4ª Companhia do 2º Batalhão de Polícia Militar prenderam três homens em Ermelino Matarazzo, zona leste de São Paulo. 

Durante o patrulhamento, os PMs foram informados via COPOM de que um veículo cor verde estaria rondando a Rua Ahmad El Hind, 135. Ao chegar no local, os policiais avistaram o carro que era ocupado por quatro pessoas, que ao perceberem a presença da viatura, tentaram fugir, mas não tiveram êxito. 

Após a abordagem e busca pessoal, foi localizada em poder dos infratores uma pistola, uma espingarda.  Os homens abordados confessaram que iriam roubar um cofre de uma empresa na região.

Diante dos fatos, eles foram encaminhados ao 62º DP.

COMUNICAÇÃO SOCIAL




Homem é preso por tráfico de drogas em Presidente Prudente


Os policiais militares localizaram com ele dois tabletes de crack



Hoje (06), os policiais militares da 2ª Companhia do 2º Batalhão de Polícia Militar Rodoviária prenderam um homem que transportava dois tabletes de crack num coletivo, em Presidente Prudente, interior de São Paulo.
Durante a fiscalização pela SP 270 Rodovia Raposo Tavares, Km 561, por volta das 03h30 da manhã, a Equipe TOR "C", abordou um ônibus de linha regular que realizava o transporte de 25 passageiros no itinerário Campo Grande/MS a Belo Horizonte/MG. No interior do coletivo foi localizado 1,037 quilos de crack, distribuído em dois tabletes, envoltos em meia de cor preta que estavam entre as poltronas 41 e 42 localizadas atrás da poltrona 38, onde estava o infrator.

Quando questionado, o homem apresentou nervosismo e deu respostas contraditórias a respeito da motivação de sua viagem, em seguida assumiu a propriedade droga e que fazia uso de RG falso. Ele alegou que adquiriu o entorpecente em Campo Grande/MS e que o levaria até a cidade de Belo Horizonte/MG e receberia R$ 1.000,00 pelo transporte, alegou ainda que a mesma pessoa que lhe entregou a droga, também providenciou o RG falso.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão em flagrante delito ao infrator pelo crime de tráfico de drogas e ciência de seus direitos constitucionais. A ocorrência apresentada na Delegacia de Polícia Civil de Presidente Prudente/SP, onde o Delegado de plantão ratificou a voz de prisão em flagrante delito, elaborou o Registro da Ocorrência, bem como, recibo de entrega de presos, Auto de Exibição e apreensão da droga e de dois celulares, do RG falso, e de R$ 327,00 que estavam em poder do autor.

O homem foi encaminhado para a Cadeia Pública de Presidente Venceslau/SP.

PM apreende três adolescentes por roubos em Jundiaí


Os infratores roubaram diversas pessoas em uma
festa de aniversário e um veículo na fuga 



A Polícia Militar apreendeu, na madrugada da última quarta-feira (03), três adolescentes armados, dois de dezesseis e um de dezessete anos, por roubo a residência e veículo, após uma denúncia anônima via 190, em Jundiaí, interior de São Paulo.

Os adolescentes começaram suas ações roubando diversas pessoas em uma festa de aniversário pelo Jardim Esplanada, próximo a Estrada Velha de São Paulo, em Jundiaí, subtraindo celulares, relógios, jóias e computadores, além de um veículo de cor preta, utilizado para fuga.

Instantes depois, uma testemunha estranhou quando viu três garotos deixando um veículo no meio da rua, correndo em direção a outro veículo de cor vermelha, pela Avenida Henrique Brunini, Bairro Fazenda Grande, também em Jundiaí, e imediatamente ligou para o número de emergência 190, relatando o que viu.

Uma equipe da Força Tática da Polícia Militar que retornava da cidade de Cabreúva deslocou para o bairro e deparou com o veículo de cor vermelha. Ao efetuar a abordagem, os Policiais Militares constataram que os adolescentes estavam cometendo mais um roubo. Desta vez, outras duas vítimas foram obrigadas a ficar dentro do carro até que entregassem seus pertences.

Com os adolescentes, os PMs localizaram um revólver calibre 38 e recuperaram os objetos roubados, dentre eles vários aparelhos de telefone celular, relógios, anéis, alianças, notebook, carteiras e cartões bancários, além do veículo roubado pelo Jardim Esplanada.

A Polícia Militar enaltece a participação anônima do cidadão que ligou 190 e ressalta que sem ele, o desfecho não seria o mesmo, acrescentando que esta parceria entre a sociedade e a Polícia Militar é fundamental.

Mais de sete quilos de maconha são apreendidos em São Carlos

Após denúncias, a Polícia Militar chegou até uma chácara
na área rural de Aracê do Santo Antonio








Na noite de ontem (06), os policiais da Força Tática do 38º Batalhão de Polícia Militar do Interior apreenderam mais de sete quilos de maconha em São Carlos, interior de São Paulo.



Após denúncias, os PMs realizaram diligências e apreenderam em uma chácara no bairro rural do Aracê do Santo Antonio, 7,275 quilos de maconha, totalizando dez tijolos do entorpecente e duas balanças de precisão, entretanto, no momento das buscas não foi localizado nenhum morador. 


A Polícia Militar prossegue com as diligências na tentativa de localizar o vulgo “Paulinho” e Diego, procurados por tráfico de drogas.

Embaixadores do Esporte e da Prevenção às Drogas


A Capitão Regina recebeu a medalha na Câmara Municipal de São Paulo






No último dia (26), a Capitão PM Regina foi indicada para receber a medalha de Embaixador do Esporte e da Prevenção às Drogas, por sua atuação à frente do PROERD por mais de 20 anos, na Câmara Municipal de São Paulo. A cerimônia foi presidida pelo Secretário Estadual de Esportes e Lazer, Jean Madeira.  


COMUNICAÇÃO SOCIAL